29 junho 2009

De volta ao JQuery

Conforme postei aqui passei a utilizar o YUI no Econodin. Porém, após algum tempo desenvolvendo com Yahoo UI cheguei a conclusão de que para mim a melhor opção é mesmo o JQuery. O trabalho de portar o sistema para YUI e depois portar novamente para JQuery foi grande, porém valeu muito pela experiência e aprendizado.

O motivo que me levou a utilizar o YUI foi o que muitos consideram o grande diferencial do JQuery: a grande quantidade de plugins. Porém eu não achava esse diferencial do JQuery tão bom assim, já que essa grande quantidade acaba por confundir quem não tem experiência, e foi isso que aconteceu comigo. Comecei a utilizar vários plugins do JQuery, muitos eu realmente precisava e outros não tinha necessidade nenhuma, e isso acabou me complicando um pouco. Decidi utilizar o YUI pois ele já traz uma grande quantidade de componentes oficiais, com vasta documentação e seu estilo padrão é bem agradável, sendo que eu não precisaria mexer com CSS dos componentes.

Porém algo que não me agradava desde a primeira vez que o testei o YUI é sua complexidade e curva de aprendizado alta. Umas das coisas chatas que percebi é que a ordem das funções importam para ele, ou seja, se a função X chama a função Y então a função Y deve ficar antes da função X, caso contrário a função X não reconhece a função Y. Também não consegui para YUI nada que substituísse alguns plugins do JQuery, então tentei sanar isso utilizando os dois frameworks ao mesmo tempo, o que achei bem complexo. Com isso tudo, resolvi voltar de vez para JQuery, após ter pesquisado um pouco sobre outros frameworks JavaScript.

Algo que aprendi com esse retorno ao JQuery é que, apesar de haverem plugins para quase tudo o que se possa imaginar, algumas coisas é melhor fazer sem utilizar um plugin. Na primeira versão do sistema utilizando o JQuery eu utilizava um plugin para tabelas que funcionava bem, porém eu não estava totalmente satisfeito com ele já que o mesmo tinha várias funções que não utilizava e algumas outras que eu gostaria não estavam presentes, então desta vez procurei algum outro plugin, sem sucesso. Com isso escolhi controlar as tabelas diretamente, se a ajuda de um plugin específico e isso me deu mais flexibilidade para controlar a tabela.

Bom, continuo desenvolvendo o sistema Econodin agora utilizando JQuery de uma forma mais racional, graças a experiência de ter trocado duas vezes de fremework JavaScript.

Nenhum comentário: