12 outubro 2007

Tim Web

Bom, depois de ter dito que iria postar com mais frequência e não cumprir, estou eu depois de um bom tempo para um pequeno post.

Adquiri o Tim Web, plano de dados da Tim. Como em minha casa não chega nenhum serviço de banda larga, a não ser por rádio mas o preço é absurdamente caro, resolvi pegar o serviço da Tim, por casa do acesso discado aqui ser sofrível, tanto em velocidade quanto em dificuldade para conexão. Além do mais, é meu primeiro passo para me livrar de uma certa empresa picareta (acredito que muitos concordem comigo), o próximo passo será a telefonia fixa. Estou a poucos dias com o serviço, mas já posso dar uma pequena avaliação.

Em primeiro lugar, o próprio aparelho, fisicamente falando. Seu tamanho, praticamente o mesmo de um celular básico, bem fino, é fácil de ser transportado, cabendo até mesmo no bolso. Traz 2 cabos USB, o primeiro é mais voltado para ser usado com o notebook, sendo bem curto, cerca de uns 20 cm de comprimento. Já o segundo tem cerca de 80 cm de comprimento e uma particularidade: 2 plugs USB para serem ligados no computador. Não sei exatamente para que isso serve, mas é no mínimo curioso.

A instalação do modem é muito simples, tanto em ambiente Windows quanto Linux. No Windows, basta plugar o modem no computador e em segundos irá aparecer automaticamente o progama de instalação do modem e do discador, ao melhor estilo Next...Next...Finish. No Linux é um pouco diferente, mas não chegar a ser menos fácil, basta seguir esse pequeno tutorial que tudo irá funcionar. Acredito que funcione na maioria das distribuições, no Slackware 12 foi sem problemas, mas no Kurumin 7 reclamou da versão de uma biblioteca que não me recordo agora qual é. Só uma dica, quem usa KDE pode ser usado o Knemo para monitoramento dos dados. Acredito que a maioria das distribuições distribuam esse aplicativo.

Quanto a conexão, bom, não é exatamente a coisa mais rápida que já via, mas para quem vivia de conexão discada já é o suficiente. Explicando melhor, na minha cidade a única tecnologia para conexão é a GPRS, que chega ao máximo de 60 Kbps, se estivesse disponível o EDGE poderia chegar a 200 Kbps, mas como eu disse, pra quem esta saindo da conexão discada... Só resta esperar que a rede EDGE chegue aqui ;-) Em relação a estabilidade da conexão, sem problemas, é bem estável. Pode até cair hora ou outra, mas a conexão é feita em 3 ou 4 segundos, nada que aborreça muito.

Conclusão: é um ótimo serviço para quem ainda sofre com conexão discada, embora o preço seja meio salgado para quem só consiga conexão com GPRS. Não é, ainda, uma opção de banda larga para concorrer com os serviços tradicionais, embora 200 Kbps da conexão EDGE possa concorrer com o speedy mais básico. Eu disse "ainda" pois tem uma previsão de chegada da tecnologia 3G para celulares para meados de 2008 (isso se o leilão for realizado ainda esse ano) e o modem fornecido pela Tim parece estar preparado para 3G. Resta esperar que a politicagem não atrapalhe muito mais e que a atualização tecnológica não fique só nos grandes centros.

Nenhum comentário: