28 junho 2007

Tutorial Bacula: Iniciando o serviço e operando o sistema

Chegamos a última parte do tutorial. Aqui vou falar sobre como iniciar o serviço e operar o servidor Bacula. Não veremos tudo, mas somente o essencial para que, a partir deste ponto, quem leu o tutorial possa configurar e operar o sistema, mesmo que basicamente. Então, mãos-à-obra.

Para iniciarmos o sistema, os comando são:

# bacula-dir

# bacula-fd

# bacula-sd

que iniciam o Director Daemon, o File Daemon e o Storage Daemon respectivamente. Caso exista algum erro no arquivo de configuração, irá aparecer uma mensagem apontando qual o erro e o serviço não irá subir. Se for esse o caso, corrija os erros e execute o comando novamente. Se não exibiu mensagem de erro alguma, então o sistema deve estar no ar. Caso queira confirmar, digite o comando:

# ps aux | grep bacula

Esse comando exibirá todos os processos que estejam rodando e que contenham a sequência "bacula". Se tudo deu certo, vamos operar o sistema.

Para operar o sistema, utilizamos o console do Bacula, no caso o bconsole. Digite o comando:

# bconsole

Feito isso já estará no console do Bacula. A partir de agora, os comando com * na frente são referentes ao bconsole. A primeira ação a ser feita é nomear os volumes que serão utilizados. Para isso, digite o comando

* label

Esse comando irá pedir um nome que você queira dar ao volume. Logo depois irá pedir para que você indique em qual Pool você quer adicionar esse volume, será exibido os Pools que foram configurados no arquivo de configuração do Director. Escolhendo o Pool, ele irá gravar o nome do volume no banco de dados e, pelo menos no caso de fitas, eu não sei como o bacula trata outros dispositivos, também gravará o nome na própria fita. Você deve fazer isso com todos os volumes que irá utilizar no seu ciclo de backup. Se seguir o modelo deste tutorial, terá que nomear 1 volume para os backups incrementais e 2 volumes para os backups semanais, além de 1 volume todo mês para o backup mensal.

Se você estiver utilizando fitas para fazer backup, caso precise renomear alguma fita, o comando label não irá funcionar. Para isso terá que utilizar o utilitário btape do próprio bacula. Não vou entrar em detalhes sobre o btape, a unica dica que irei passar é que é preciso parar o serviço do bacula, em especial o bacula-sd, para poder utiliza-lo. A sintaxe é:

# btape /dev/nts0

Caso utiliza outro dispositivo que não o /dev/nts0, substitua-o pelo qual utilizar. Depois deste comando você irá entrar em um console igual ao bconsole, mas com opções diferentes.

Depois de nomear os volumes com o comando label, praticamente só será necessário trocar os dispositivos, caso sejam dispositivos removíveis, quando necesário.

Temos também o comando mount, que tem funcionalidade de montar o dispositivo. Caso você esteja usando somente fitas, simplesmente execute o comando no console e irá montar a fita que estiver dentro da unidade. Caso multiplos dispositivos de armazenamento, pode ser necesário usar a sintaxe:

* mount

14 comentários:

Anônimo disse...

Eu gostaria de saber se existe alguma ferramenta gráfica
(preferencialmente no Windows) para administrar o bacula? Obrigado.
Igor Bueno
igor.lbueno@gmail.com

tiago_stos disse...

Desculpe a demora para responder, mas existe uma ferramenta para windows sim. Não é exatamente uma interface gráfica, na verdade é um console para ambiente gráfico, só tem mais opções gráficas no modo de restauração.

Eu não utilizei muito, só instalei em minha máquina para teste, mas a instalação é simples (padrão windows) e a configuração do console se limita a informar a nome do servidor onde o Director esta instalado e a senha para acesso.

Procule pelo console para windows no site do bacula.

Ze disse...

Ola,
Muito bom esses artigos sobre o Bacula.

Bom a dica que posso dar é, coloque eles num arquivo só. De preferencia em PDF. Se quiser formate com o LaTeX, ficaria muito bom :)

tiago_stos disse...

Ze, o nelson já fez isso, o unico problema é que não tive tempo de achar algum lugar para disponibilizar ele facilmente. Se tiver alguma dica, fala ai...

Tom disse...

Caro Thiago,

Primeiramente gostaria de Agradecer pela grande iniciativa de escrever sobre o bacula que alem de complexo eh um assunto muito extenso!

Eu li todos os artigos que vc escreveu... estão otimos pra quem quer aprender erros de portugues eh o que menos importa. Emfim ja estou no final do artigo e fiz todas as devidas configurações!

Funcionou tudo MENOS o BCONSOLE, que nao consigo conectar, primeiramente eu coloquei o hostname, depois optei por colocar o ip mesmo e mesmo assim, apesar do error ser diferente a mensagem de erro diz que eh incapaz de conectar ao Director Demon e da conexao recusada.

Saberia me dizer o que seria ? ja que o bconsole eh o mais facil de configurar ! :) so precisa do nome do director, DIRport, IP e da senha !!

E tudo confere mas nao conecta !! :(

Aguardo respostas...

Att.

Tom Santanna

Debux disse...

Thiago,

Primeiramente parabéns pela iniciativa, hoje é dificil achar material detalhado como o seu sobre o bacula na net. Estou configurando o bacula em um server IBM com suse 64, o storage é uma library Ultrium LTO3 da IBM, inclusive se alguém estiver configurando o mesmo tipo e estiver tendo problema pode falar comigo. O problema que enfrento é o seguinte, seguindo seu material com poucas alterações, sempre que executo o run no bconsole e seleciono o job a ser rodado ele apresenta no bacula tray a seguinte mensagem:
Device status:
Device "LTO-3" (/dev/IBMtape0n) is not open.
Device is BLOCKED waiting to create a volume for:
Pool: Semanal
Media type: Tape


Sendo que todas as fitas envolvidas (Diario, semanal1 e 2 e mensal) ja foram passadas pelo label e aderido aos devidos pools (Diario, semanal e Mensal).

Sabe o que pode estar acontecendo?

tiago_stos disse...

Debux, já faz algum tempo que não trabalho mais na empresa onde instalei o bacula, sendo assim faz o mesmo tempo que não trabalho com o bacula. Porém me lembro de ter visto problema parecido, e meu primeiro palpite seria o de rever o label das fitas, o segundo seria conferir se vc esta usando a fita correta para o dia.

Desculpe não poder ajudar muito, mas acho que o problema pode ser um dos dois palpites que coloquei a cima.

Debux disse...

Tiago, sem problemas, farei essa verificação que vc mencionou. Desculpe eu lhe encher o saco com coisa antiga. De qualquer forma obrigado pela atenção e um abraço!

tiago_stos disse...

Debux, não tem nenhum problema. Caso tenha alguma outra dúvida pode postar, que se eu souber te respondo.

Leandro Godoy disse...

Cara ...

Muito obrigado por ter escrito estes textos ...
Foi de muita ajuda para mim ...
Consegui colocar um Servidor Bacula no ar fazendo backup em autoloader somente lendo teu tutorial ...
Parabens mesmo ...

Abraços

Leandro Godoy
www.blofmind.com.br

tiago_stos disse...

Leandro, que legal que você conseguiu utilizar meus tutoriais para configurar seu servidor. É sempre bom saber que estes tutoriais estão servindo para outras pessoas.

Anônimo disse...

Acessem o site www.bacula.com.br

Muitas dicas.

Tiago , acho que seria legal unir as forças e conhecimentos , faça um contato com o cara do site :P

Heitor disse...

Opa... Eu sou o cara do "http://www.bacula.com.br".
Prazer!
Acho q não é seu foco principal mas, se quiser, podemos trocar figurinhas, fazer uma parceria, etc.

Atenciosamente,

Heitor Faria

Cristiano Jesus Lima disse...

Não consigo fazer o bacula comunicar com o win2008 de forma alguma.